1 PHOTO(GRAPHER): HÉLÈNE BINET

por Hugo Oliveira

 

HO: Onde foi tirada esta fotografia?

HB: Foi tirada no Museu Kolumba - projecto por Peter Zumthor - em Colónia, Alemanha.

HO: Quando foi tirada esta fotografia?

HB: O ano pode ser 2006 ou 2008, não me lembro. Foi um pouco antes da inauguração do edifício.

HO: Foi a primeira vez que esteve lá?

HB: Eu tinha lá estado antes por quatro ou cinco dias. Mas foi a primeira vez que eu fotografei Kolumba. Depois da primeira série voltei passado um ano para fazer mais registos do museu - uma vez concluído e já com as peças de arte expostas. Desta forma, pensei que seria interessante voltar à mesma sala e explorar o assunto. Como resultado, eu acabei por fazer umas novas fotografias coloridas, mas eu acho que a primeira série foi a mais bem conseguida, sem dúvida.

HO: Há aspectos técnicos sobre esta fotografia que gostaria de mencionar?

HB: Meu trabalho é registado em analógico e não em digital. Eu uso uma câmara 4x5 que é a câmara clássica que os fotógrafos de arquitetura usam.

HO: Qual é a história por detrás desta fotografia?

HB: Eu estava fotografar, e realmente foi já no final do trabalho, e havia muito trabalho de construção a acontecer ao mesmo tempo – parece muito tranquilo mas havia muito barulho, e grandes máquinas eram manobradas – e houve dois momentos que aconteceram. Um foi o corte de electricidade. Finalmente o meu cérebro comelou a funcionar melhor, pois já não havia tanto barulho, mas também não havia luz artificial, e, de repente houve um pequenissímo efeito da luz que "tocava" o tecto de betão, que fez com que a luz que atravessou pela parede de tijolo se tornasse muito mais relevante. Então eu tive que pedir aos trabalhadores para não resolverem o problema rapidamente para que eu pudesse tirar esta fotografia. Assim, na maioria dos trabalhos eu tento planear o que vou fazer, mas esta fotografia foi absolutamente não planeada, e eu estava feliz por isso ter acontecido porque foi um momento significativo no registo deste edifício.

HO: Por que escolheu esta fotografia?

HB: Ela consolida uma quantidade de coisas que para mim são importantes. Esse momento de luz capta a relevância da luz quando cria um "corpo de vida" no edifício. Isso fez-me compreender como, não só precisamos de luz para ver os materiais e o espaço, mas também como precisamos de espaço para ver a luz. Se tivermos luz sem qualquer objecto ou material não somos capazes de ver a luz. Isto significa que a relação entre luz e objecto é extremamente importante e de alguma forma poética. Nesta minha fotografia pode-se sentir um corpo de luz que interaje com a sala. É criada a partir de diferentes aberturas na parede, reflectindo e refractando diferentes feixes de luz.

Hélène Binet é uma fotógrafa de arquitectura franco-suíça e vive em Londres
A imagem e entrevista seleccionadas fazem parte do projecto editorial "1 Photo(grapher)".
INTERVIEW WITH MIGUEL REFRESCO

Emerging Portuguese photographer Miguel Refresco

by Jiôn Kiim 

 

ENTREVISTA: Philipp Schaerer

Entrevista realizadas durante a 4ª EDIÇÃO da CONFERÊNCIA INTERNACIONAL NA SUPERFÍCIE - FAUP | Setembro de 2016

INTERVIEW: Philipp Schaerer

Interview conducted during the 4TH EDITION INTERNATIONAL CONFERENCE ON THE SURFACE - FAUP | September 2016

Passages

 

Passages: Martina Corà | Stefano Graziani  | Guido Guidi  | Allegra Martin  | Marco Menghi | Michele Nastasi  | Filippo Romano | Giovanna Silva | Delfino Sisto Legnani | Alessandra Spranzi | Cristiano Toraldo Di Francia

Páginas